O nosso reino é tudo isto, e muito mais...

«Contos de fada são mais do que a verdade. Não porque eles nos dizem que dragões existem, mas porque eles nos dizem que dragões podem ser derrotados.»

~ Neil Gaiman ~

domingo, 3 de julho de 2011

Adoro oliveiras!

São um repositório genético único. Em Portugal, há pelo menos seis com dois milénios.
 O tronco cresceu, cresceu, cresceu, e retorceu-se e ficou oco. Uma fenda entre duas pernadas é um convite a admirá-la por dentro. Uma mesa e banco, feitos de madeira (será da própria?), aguardam as risadas das crianças e a curiosidade dos adultos, se estiverem dispostos a um pouco de contorcionismo.
 No seu interior oco, a brisa não é já tão fria, o sol atravessa orifícios ovais e traça raios luminosos no ar, como nos vitrais de uma catedral. Ao olhar para cima, destaca-se um tronco, a parte central da oliveira, já morto. As pernadas balançam empurradas pelo vento e os pássaros entretêm-se a chilrear escondidos entre a folhagem viçosa.

Oliveiras de Portugal...há uma com dois mil anos, no Algarve.

Viu os mouros chegarem e instalarem-se por toda a Península Ibérica. Ouviu ao longe D. Afonso Henriques conquistar territórios e fundar um país, do Minho até Beja. Testemunhou, cerca de cem anos mais tarde, a derradeira expulsão dos mourosdo Algarve, o último pedaço a tornar-se Portugal. Aquela que é considerada a árvore mais antiga do país, uma oliveira, tem dois mil anos e foi plantada no tempo dos romanos, tinham eles chegado à Península Ibérica uns 200 anos antes. Tivesse Jesus Cristo andado no Algarve e podia tê-la conhecido.
*
Texto adaptado tirado daqui.
(As fotos acima não são de uma das oliveiras mais antigas de Portugal)

2 comentários:

Cecilia e Helena disse...

Realmente, incrível!
Beijos,
Helena

Mónica disse...

São as minhas árvores preferidas ! E fiquei impressionada com essa !! Tenho uma no jardim .. Coitadita, tem praí uns 30 cm ! hehe ;)

Blog Widget by LinkWithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...