O nosso reino é tudo isto, e muito mais...

«Contos de fada são mais do que a verdade. Não porque eles nos dizem que dragões existem, mas porque eles nos dizem que dragões podem ser derrotados.»

~ Neil Gaiman ~

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Estar presente * Be present

Estar presente... Parece tão fácil mas não é.
Estar presente é deixar-se ir sem interferir, sem juízos de valor, sem pensar no que vai fazer a seguir...Em pensar no que falta no frigorífico, nem no passeio da escola do filho.
Estar presente é estar AGORA aqui. Só aqui e em mais lado nenhum.
É não saltarmos de pensamento em pensamento impelidos por listas infindáveis de afazeres diários.
Estar em piloto automático não é estar aqui.
É estarmos agarrados aos nossos pensamentos (que ocupam grande parte do nosso cérebro) em vez de estarmos apenas atentos ao que fazemos (movimentos corporais).
Estar AQUI é sempre um momento mágico, que nunca mais se repetirá.
Aproveita-os todos! VIVE os todos!

Take me to the magic of the moment
On a glory night
Where the children of tomorrow share their dreams (share their dreams)
With you and me
Take me to the magic of the moment
On a glory night
Where the children of tomorrow dream away
In the wind of change (the wind of change)

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Mudar * Change

Não é que eu esteja muito mal onde estou.
(Refiro-me claro, à minha caminhada e às minhas aprendizagens.)
Não é que eu queira mudar para sempre.
Mas há aquelas alturas em que necessitamos de uma mudança.
Precisamos de chutar o balde.
Sentimos necessidade de mudar a rotina.
Precisamos de mudar... nem que seja o tipo de letra!
E porque não?
A mudança por vezes serve só para dar uma sacudidela na rotina.
Outras vezes significa que as coisas não estavam bem antes e que precisamos de tentar outra vez.
No final do dia vai estar tudo bem.
Como podes ter a certeza?
Porque te sentes bem, estás tranquila, sentes-te realizada, fizeste o melhor que pudeste com as ferramentas que tinhas e com o que sabias.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Estar aqui * Being here

Estás aí?
Estás mesmo aí?
Estás a julgar-me só por te perguntar isto?
Julgas as tuas atitudes e as dos outros constantemente?
Claro que sim.
Vamos tentar apenas estar aqui nesta conversa sem julgamentos e sem propósitos?
O que ouves se estiveres em silêncio?
Consegues ouvir a tua respiração?
Consegues saber o que sentes neste momento?
Consegues apenas ouvir, sentir... sem julgares?
Sentes tristeza? O que sentes agora sem ser tristeza?
Insegurança? E agora?
Consegues ir sentindo as várias emoções sem te deixares "agarrar" a nenhuma delas?
Limita-te a sentir, libertar.
Inspirar, expirar, libertar.
Não penses no que te causou tristeza.
Não penses no que te causou insegurança.
Inspira, ouve, sente, expira, liberta.
Não deixes os teus pensamentos ancorarem-te a determinados momentos.
Deixa-os passar por ti. Através de ti.
Não vivas no passado. Não sofras pelo futuro.
Não sofras pelo passado. Não vivas no futuro.
Vive agora.
Estamos constantemente a lembrar-nos e a reviver sentimentos do passado e a sofrer por antecipação do que irá acontecer no futuro.
O passado já passou e o futuro ainda não aconteceu (e pode até nem acontecer como tu pensas que acontecerá).
Podes e deves refletir sobre o passado ou programar o futuro.
Deves tentar no entanto fazê-lo sem que os sentimentos e emoções envolvidos alterem o que sentes agora.
Deves fazê-lo a partir do presente sem RE-sofrer ou antecipar sofrimentos ou emoções.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Coisas... estranhas! * Strange Things

Sabes quando passas por experiências estranhas?
"Estranhas" é pouco, experiências MUITO ESTRANHAS... Quase surreais?
Coisas que não se explicam mesmo quando tentas com muita força (e até fechas os olhos em esforço).
Não são bem coisas que provocas propositadamente, não são coisas que são provocadas por outras pessoas. São coisas... lá está, MUITO ESTRANHAS!

Exemplos?
Talvez te tenha saído um comentário completamente desajustado dos lábios...
Talvez tenhas piscado o olho e isso tenha sido muito mal interpretado...

Talvez tenhas acordado "de ovo virado" e tenhas "descontado" na velhota que se cruzou contigo nas escadas, e que nem conhecias...
Podem ser coisas que te deixaram embaraçada, envergonhada, triste, zangada contigo própria...

Está tudo bem.
(mesmo que não acredites nisso na altura, mesmo que to digam muitas vezes...)
Está sempre tudo bem.

Inspira, expira, liberta.
Maybe I'm foolish
Maybe I'm blind
Thinking I can see through this
And see what's behind
Got no way to prove it
So maybe I'm blind
But I'm only human after all
I'm only human after all
Don't put your blame on me
Don't put your blame on me

Não te culpes de tudo.
Às vezes o dia pode apenas correr mal.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Dias difíceis * Hard days

segunda-feira, 15 de maio de 2017

O Desejo de Pinocchio * Pinocchio's Wish

O que desejas? O que queres? Sabes?
O que te falta para teres o que desejas e/ou queres?
Tens-te esforçado para encurtar o caminho entre o que o que tens e o que desejas/queres?
Talvez só te falte o desejo...

Faço a distinção entre desejar e querer. Desejar é pretender algo do ponto de vista imediato, rápido, como satisfazer um capricho ou uma pulsão. Querer, pelo contrário, é pretender alguma coisa com mais alcance e ter capacidade para adiar a recompensa, saber esperar.
~ Enrique Rojas ~

Talvez desejes colher o que nunca plantaste.
Talvez desejes para ti o que nunca foste para os outros.
Talvez queiras o que os outros conquistaram.
Talvez seja a hora certa para desejares o que sempre quiseste ter.
Deseja... é esse o primeiro passo.

domingo, 14 de maio de 2017

Horizonte * Horinzon

Universo, de que me serve o horizonte?
Talvez para não nos perdermos da vista, suponho eu. Para não olharmos para cima e para baixo ao mesmo tempo... E para trocarmos uma linha imaginária pelo essencial... 
(Talvez quem nos ame não nos faça, simplesmente, companhia mas seja, sobretudo, O Horizonte, o seu coração e a nossa casa).
Eu acho que precisamos de pessoas que sejam o nosso horizonte. Pessoas que habitem o nosso coração constantemente e não só nas férias grandes. Que nos deem o pretexto para que o eterno dure para sempre, mesmo quando dura só um segundo:
«– Quanto tempo dura o eterno? - perguntou o Coelho a Alice. 
– Às vezes, apenas um segundo.»
Às vezes basta apenas um segundo com a pessoa certa para que uma eternidade de "quero mais" encha o nosso peito. Uma vontade de ser melhor, de aprender mais, de ter mais tempo com essa pessoa, de ajudar...

sábado, 13 de maio de 2017

A magia dos desejos * Wish upon a star

- Pede um desejo
Como só um? Uma vida tão longa, tantos dias passados e só tenho direito a um desejo?! - Pensei
Eu quero ser realmente feliz! É este o meu desejo.
- E não podes contá-lo a ninguém senão, não se realiza.
Fechei os olhos e pedi um desejo. Com muita força, nem sei bem porquê. Acho que assim são pedidos com mais vontade. E nunca o contei a ninguém.
Não é o desejo que é importante mas, penso eu, o fato de ser nosso e de pensarmos nele dessa forma: Este é o meu desejo.
Calculo que os nossos desejos não venham das estrelas que caem do céu. Não vêm das velas de aniversário mordidas. Não vêm das moedas que se atiram ao poço e nem dos dentes-de-leão que se sopram. Vêm aqui de dentro, de muito perto de nós.
A magia dos desejos está, não na sua formulação mas no fato de alguém que nos conhece o poder adivinhar e quem sabe nos ajudar a concretizá-lo.

Isso sim será pura magia.

Blog Widget by LinkWithin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...